segunda-feira, 1 de abril de 2013

Meia do século XIX

E meu projeto terapeutico chegou ao fim! 

 

Esta receita foi publicada em um livro editado em 1870.

O tradutor, Franklin Habit, se diz um fascinado pela história do tricot e pela arte que nasce da torção dos fios e, ainda, por saber que há muitos anos outros artesãos seguiram os mesmos pontos.

Ele diz também que, tudo que vc precisa para seguir essas receitas é ter uma mente curiosa.

E foi assim que resolvi tentar fazer essa receita tão antiga e tão elaborada. Fiquei todo o tempo pensando em como alguém..algum dia fez esses cálculos para chegar a esse resultado. Ela não é dificil de ser feita, apenas tem uma lógica diferente que, faz vc pensar para executar.

Quando vc olha o projeto finalizado e antes da costura, surge outra dúvida na sua cabeça:  Por qual ideia o autor foi motivado?


O autor do livro diz que essa peça é uma meia para ser usada com sapatos, mas sou obrigada a concordar com o tradutor quando ele diz que:

"Pode-se  fazer um bom sapato de dormir, mas não uma meia. Tenho pena da criança que iria esperar para usar isso dentro de um sapato."

Realmente ela fica muito grossa e com muitas costuras.

Minha opinião sobre a receita é que valeu a pena ter feito algo bem diferente do que estou acostumada a tecer, mas dificilmente faria outra. Enfim, só o tempo dirá, né?eh

Pra quem quiser exercitar os neurônios com uma peça diferente pode encontrar a receita, em inglês, e todos comentários do tradutor AQUI.



14 comentários:

Marli disse...

Bom dia amiga.
Que legal, Vou salvar. Ainda não conhecia este modelinho.
Obrigada por compartilhar.
Bjs,
Marli

Eliana disse...

Regina,
A coisa que não gosto no tricô é exatamente a "matemática" da coisa e nesta peça,tem demais!E deve ser pra climas gélidos,nem pra dormir eu conseguiria usar.Mas viu,você realiza tudo,difícil ou não!!!!!Artista!
Bjs

Teresinha disse...

Regina
Achei imensa graça ao seu post!
O cano da meia será bom de reproduzir, mas no que toca à parte do pé... ainda bem que o tricô tem evoluído!!! E eu adoro peças antigas, mas têm se ser confortáveis e funcionais. No pé até deve ficar bem, mas como sapato para dormir e não como meia!
Que foi uma ótima terapia, lá isso foi!!!
Bj da
Teresinha

Judy disse...

Muito legal!
Achei muito fofo o sapatinho-meia.
Para exercitar mesmo a cabeça!
Fiquei aqui pensando... lá em 1870 tinha umas malucas por tricot que faziam peças tão elaboradas e bonitas... eita vício antigo este tal de tricot.

bj

suzan hobi disse...

merhaba ne kadar ilginç ve güzel bir çorap böyle teşekkürler ,sevgiler

tricoemprosa.com disse...

Regina, que linda meia! Outro dia eu li esse artigo e fiquei super intrigada, quase montei os pontos :-)

Parabéns pela determinação!

Beijocas,
Valéria Garcia

Regina disse...

Valeria obrigada. Vale a pena fazer a receita, pode começar.kkk bjss

Judy disse...

Regina !!!!!!
Espetacular esta sua dica ,adoro coisas antigas ,aliás me faz lembrar a E.Z.concorda???
Eu estava curiosa para ver esta peça
G O S T E I !!!
Muto obrigada ,por mais esta dica ,
Realmente vc tem faro para coisas bonitas e diferentes..
Bjus Judyarts

Anônimo disse...

Concordo: essa meia é para ficar à mostra. Até porque seria uma pena esconder toda essa arte e imaginação dentro de um sapato!
Parabéns pelo belo trabalho!
Teresa

disse...

Bem interessante essa receita... ficou bem legal, mas que trabalheira!

Mas gosto muito de desafioa e antigamente se inventava do nada né? Valeu!

bjinhos

ELENA disse...

Regina! Agora fiquei com medo da meia! Hahahaha!
Uma beleza, para dormir, um desafio legal para as tricoteiras. Gostei também da história dela. Parabéns!

Esther disse...

Muito interessante... Valeu a dica!

Monica disse...

Muito legal, esta receita está na knitty tb???
bjos

Regina disse...

Monica!!!! Kdvc??? kkk

A receita tá lá sim, clica aí no link e vc cai direto nela.

bjss